Finally Winter!

Hallo!

É Inverno, finalmente! Que bom, não? Nada com um friozinho para sairmos do básico e nos esquentar com estilo. Essa é a minha estação favorita do ano, sem dúvida alguma (já reparou em como o sorvete fica mais gostoso no frio?).

Aproveitando que dessa vez não me atrasei para postar sobre uma estação, separei as três melhores tendências da temporada:

Franjas e couro

De acordo com NY Fashion Week, não vai ser dessa vez que as franjas terão um descanso. Com uma pegada rústica, aparece bastante em bolsas e saias, dando movimento às peças. Já o couro, peça coringa das temporadas frias, aparece com modelagens no estilo alfaiataria.

Lady like

Lembram da clássica saia de tule de Carrie Bradshaw em Sex and The City? Pois então, o modelito bailarina é uma das pedidas da estação. Para aquelas adeptas ao ladylike, saias fofas, capinhas e o rosa blush são os coringas.

Cores fortes

Inverno triste não! As cores fortes (com destaque para o azul) vieram para alegrar os dias nublados. A proposta é de  looks monocromáticos, dos pés a cabeça com cores bem vivas. A cor aparece em saias, vestidos e blusões de lã.

 

Fazendo um resumo de tudo, esse inverno – com um conceito forte das passarelas de New York, Londres, Paris e Milão – esbanja conforto. Marc Jacobs e Céline desfilaram conjuntinhos de tricô que nos lembram de Friends na década de 90. Parkas e casacos de pele (fake, please) também entram em cena. Enquanto a alfaiataria chega preguiçosa, com um moletom folgado por cima, as mais femininas desfilam por aí com capas bordadas. No mesmo universo também aparecem criaturas inspiradas no futurismo dos anos 60, e da Era Espacial de 2010. Tem de tudo para todos os gostos e preguiças.

Não entendeu? Bem, a galeria de fotos está ai pra ajudar!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Adíos!

 

Xxx- Carol

Milan Fashion Week

Hallo!

Continuando as “aulas de história” sobre as Big 4 (as quatro principais semanas de moda mundiais), hoje vou falar sobre a Milan Fashion Week (em italiano “Settimana della moda di Milano”).

Realizada desde 1958, é de propriedade da Câmara Nazionale della Moda Italiana (em português “Câmara Nacional de Moda Italiana”), uma associação sem fins lucrativos que disciplinas, coordena e promove o desenvolvimento da moda italiana e é responsável por sediar os eventos de moda e shows. A “Câmera Sindacale della Moda Italiana”, foi criada em 11 de Junho de 1958. Este foi o precursor do corpo, que posteriormente tornou-se o “Camera Nazionale della Moda Italiana”. Proprietários dos mais importantes estabelecimentos de alta-costura na Itália, incluindo alguns estabelecimentos privados, que, naqueles dias, desempenharam um papel fundamental na promoção do setor, estavam presentes no Memorando de Associação: Maria Antonelli, Roberto Cappucci, Princesa Caracciolo Ginnetti , Alberto Fagiani, Giovanni Cesare Guidi, Germana Marucelli, Emilio Federico Schuberth, Simonetta Di Colonna Cesaro, Jole Veneziani, Francesco Borrello, Giovanni Battista Giorgini e o advogado Pietro Parisio.

Os eventos dedicados à moda feminina são os mais importantes.

A temporada inverno 2013/2014 da Semana de Moda de Milão começou anteontem (dia 20/02) apostando nos dois pilares que são apontados como armas da indústria fashion para fugir da crise na Europa: a arte e a sustentabilidade. Um calendário completo de eventos para apresentar suas coleções de designers italianos.
Ao lado dos grandes nomes que fizeram o famoso “Made in Italy” como Gucci, Prada, Roberto Cavalli, Dolce & Gabbana, Versace, Giorgio Armani , o desfile terá também coleções de jovens estilistas . O evento pretende reafirmar que Milão é a capital da moda.
Os primeiros desfiles acontecem na parte da manhã e se estendem por toda a tarde. Entre as grifes que se destacam, estão Gucci, Prada, Just Cavalli, Versace, Emporio Armani e Dolce & Gabbana. A Missoni, empresa familiar que ganhou destaque na imprensa com o desaparecimento de Vittorio Missoni, diretor da marca, também apresentará coleção no evento.
                                                                                                                                                      xxx -Carol

The Grammy’s

Hallo!

Nossa, quanta coisa acontecendo essa semana, não? Carnaval, NYFW, Grammy e Bafta na mesma noite…

Voltemos a nossa atenção para o Grammy que aconteceu dia 10 (é, estou um pouco atrasada, sorry) em LA. O evento mundial da música, aonde as mulheres aproveitam para soltar a franga e ousar legal, até que inventem um dresscode pedindo que os looks das madames sejam menos sensuais, mais cobertos, puritanos e por aí vai… Resultado: elas até tentaram, mas chega a ser pecado um tapete vermelho do Gammy comportado, não?

Nesse Grammy da proibição, olhem uma parte da carta da CBS (transmissora oficial da premiação) para as celebs: “Por favor, se certifiquem de que bumbuns e seios femininos estejam adequadamente cobertos. (…) Evitem roupas transparentes que possam, possivelmente, expor seios. (…) Se certifiquem de que regiões genitais estão adequadamente cobertas (…)” e J-Lo ainda brincou: “No comunicado falaram coisas que não falo nem na minha casa, na frente de meus filhos” e foi na cara dura com seu polêmico Anthony Vaccarello.

Sem mais delongas, separei alguns dos mais comentados da noite:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fiquei extremamente feliz com o resultado de algumas categorias, e me surpreendi em outras. Meus parabéns especiais vão para Mumford and Sons, The Black Keys, F.U.N. e Adele…

Tentarei ser mais “pontual” com os red carpets, prometo!

xxx -Carol

 

PS: Curtam nossa página no Facebook! Clique aqui!