Finally Winter!

Hallo!

É Inverno, finalmente! Que bom, não? Nada com um friozinho para sairmos do básico e nos esquentar com estilo. Essa é a minha estação favorita do ano, sem dúvida alguma (já reparou em como o sorvete fica mais gostoso no frio?).

Aproveitando que dessa vez não me atrasei para postar sobre uma estação, separei as três melhores tendências da temporada:

Franjas e couro

De acordo com NY Fashion Week, não vai ser dessa vez que as franjas terão um descanso. Com uma pegada rústica, aparece bastante em bolsas e saias, dando movimento às peças. Já o couro, peça coringa das temporadas frias, aparece com modelagens no estilo alfaiataria.

Lady like

Lembram da clássica saia de tule de Carrie Bradshaw em Sex and The City? Pois então, o modelito bailarina é uma das pedidas da estação. Para aquelas adeptas ao ladylike, saias fofas, capinhas e o rosa blush são os coringas.

Cores fortes

Inverno triste não! As cores fortes (com destaque para o azul) vieram para alegrar os dias nublados. A proposta é de  looks monocromáticos, dos pés a cabeça com cores bem vivas. A cor aparece em saias, vestidos e blusões de lã.

 

Fazendo um resumo de tudo, esse inverno – com um conceito forte das passarelas de New York, Londres, Paris e Milão – esbanja conforto. Marc Jacobs e Céline desfilaram conjuntinhos de tricô que nos lembram de Friends na década de 90. Parkas e casacos de pele (fake, please) também entram em cena. Enquanto a alfaiataria chega preguiçosa, com um moletom folgado por cima, as mais femininas desfilam por aí com capas bordadas. No mesmo universo também aparecem criaturas inspiradas no futurismo dos anos 60, e da Era Espacial de 2010. Tem de tudo para todos os gostos e preguiças.

Não entendeu? Bem, a galeria de fotos está ai pra ajudar!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Adíos!

 

Xxx- Carol

Anúncios

Estilo: Dougie Poynter

Hallo!

Sou um tanto quanto suspeita para falar sobre Dougie Poynter, porque eu acompanho o McFly desde o início, adoro a banda e sou platonicamente apaixonada pelo integrante com cara de nenê, mas seria uma afronta ao meu lado Galaxy Defender¹ deixar de falar aqui no blog sobre o meu baixista favorito e mais lindo de todos os tempos que está virando ícone de estilo masculino.

Para quem não o conhece, aí vai a ficha do gato:

Dougie Poynter, 25 anos, nascido em Essex (UK) e baixista/backing vocal da banda McFly desde 2002.

Já passou pela fase “skatista” com influências do Blink 182, grunge, e atualmente é adepto ao estilo jovem inglês, copm influências vintage e hipster².

O McFly é bastante conhecido pelos strip tease em alguns shows, o Twitter do guitarrista/vocalista Tom Fletcher e as fotos com pouca roupa (para não falar “nenhuma”) para a Attitude Magazine – dentre vários outros fatos, mas que deixarei no suspense, senão esse post não terá fim.

Atual embaixador da WWF, o Nanico³ também possui uma linha de roupas chamada Saint Kidd (com campanhas fotografadas por Tom Leishman, renomado fotógrafo e parceiro da banda) que vem tendo muita repercussão. A marca aposta num estilo trash, destroyed e com influências hipsters. Vale à pena acompanhar o blog da marca- escrito pelo próprio Dougie, com todo seu “jeitinho Dougie de ser”, bem engraçado e moleque.

E, como não poderia faltar, uma galeria de fotos com Dougie te fazendo suspirar!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Enjoy!

Xxx -Carol

 

¹Galaxy Defenders: nominação dada ao fandom da banda McFly, por causa da música Star Girl, escrita pelo vocalista/guitarrista Tom Fletcher.

²Hipster: Hipsters são uma subcultura de homens e mulheres tipicamente entre seus 20 e 30 anos que dão valor pensamento independente, contra-cultura, a política progressista, uma valorização da arte e indie-rock, criatividade, inteligência e brincadeiras espirituoso. Embora “hipsterism” é realmente um estado de espírito, é também muitas vezes confundido com sensibilidades distintas de moda. São muitas vezes vistos vestindo uma moda inspirada no vintage e brechós, apertadas calças jeans, tênis old-school, e às vezes óculos de aros grossos. Ambos os homens e mulheres do moderno desporto semelhantes estilos de cabelo andrógino que incluem combinações de bagunçado cortes assimétricos e shag lado varreu estrondos. Tais estilos são frequentemente associados com o trabalho de estilistas criativos em salões urbanos, e geralmente são muito “nervosos” para o consumidor mainstream culturalmente protegido. O “esforço cool” urbanista e olhar boêmio de um hipster é exemplificado na Urban Outfitters e anúncios da American Apparel.

fonte: http://www.urbandictionary.com/define.php?term=hipster&defid=2705928 (modificado)

³Nanico: apelido carinhoso que as fãs deram ao baixista, por sua baixa estatura em comparação aos outros integrantes da banda.

Milan Fashion Week

Hallo!

Continuando as “aulas de história” sobre as Big 4 (as quatro principais semanas de moda mundiais), hoje vou falar sobre a Milan Fashion Week (em italiano “Settimana della moda di Milano”).

Realizada desde 1958, é de propriedade da Câmara Nazionale della Moda Italiana (em português “Câmara Nacional de Moda Italiana”), uma associação sem fins lucrativos que disciplinas, coordena e promove o desenvolvimento da moda italiana e é responsável por sediar os eventos de moda e shows. A “Câmera Sindacale della Moda Italiana”, foi criada em 11 de Junho de 1958. Este foi o precursor do corpo, que posteriormente tornou-se o “Camera Nazionale della Moda Italiana”. Proprietários dos mais importantes estabelecimentos de alta-costura na Itália, incluindo alguns estabelecimentos privados, que, naqueles dias, desempenharam um papel fundamental na promoção do setor, estavam presentes no Memorando de Associação: Maria Antonelli, Roberto Cappucci, Princesa Caracciolo Ginnetti , Alberto Fagiani, Giovanni Cesare Guidi, Germana Marucelli, Emilio Federico Schuberth, Simonetta Di Colonna Cesaro, Jole Veneziani, Francesco Borrello, Giovanni Battista Giorgini e o advogado Pietro Parisio.

Os eventos dedicados à moda feminina são os mais importantes.

A temporada inverno 2013/2014 da Semana de Moda de Milão começou anteontem (dia 20/02) apostando nos dois pilares que são apontados como armas da indústria fashion para fugir da crise na Europa: a arte e a sustentabilidade. Um calendário completo de eventos para apresentar suas coleções de designers italianos.
Ao lado dos grandes nomes que fizeram o famoso “Made in Italy” como Gucci, Prada, Roberto Cavalli, Dolce & Gabbana, Versace, Giorgio Armani , o desfile terá também coleções de jovens estilistas . O evento pretende reafirmar que Milão é a capital da moda.
Os primeiros desfiles acontecem na parte da manhã e se estendem por toda a tarde. Entre as grifes que se destacam, estão Gucci, Prada, Just Cavalli, Versace, Emporio Armani e Dolce & Gabbana. A Missoni, empresa familiar que ganhou destaque na imprensa com o desaparecimento de Vittorio Missoni, diretor da marca, também apresentará coleção no evento.
                                                                                                                                                      xxx -Carol

Brit Awards

Hallo!

Uma das minhas premiações favoritas, os Brit Awards aconteceu hoje.

Também comumente chamado de The Brit’s, é a premiação musical mais importante do Reino Unido, e acontecem anualmente. Fundado pela Indústria Fonográfica Britânica, BRIT é um acrônimo de British Record Industry Trust e teve a primeira edição em 1977. Esse ano, a 33ª gala da premiação ocorre na O2 Arena (em Londres) e teve como apresentador James Corden.

Confesso que prefiro tapetes vermelhos com mais glamour e “extravagância”, por isso sempre me decepciono com aqueles mais informais e lhes privarei dos meus comentários sobre os looks, mas na galeria de fotos aqui em baixo tem um fato inédito: fotos da “ala masculina” do Red Carpet!

Enjoy!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

xxx -Carol

London Fashion Week

Hallo!

Dando continuação às semanas de moda internacionais, é a vez do London Fahion Week, que começou hoje!

Organizado pelo Conselho Britânico de Moda (BFC) para a London Development Agency com a ajuda do Departamento de Negócios, Inovação e Habilidades, obtendo o primeiro lugar em 1984 e, atualmente, juntamente com NY, Paris e Milão, formam as “Big Four” (quatro melhores) semanas de moda do mundo.

O local do evento é a  Somerset House, aonde é estimado que movimentam-se mais de 100 milhões de euros. Em cada evento frequentam, em média, 5000 mil pessoas.

Há uma grande tenda no pátio central, que abriga uma série de desfiles de estilistas e casas de moda, enquanto que uma exposição, alojada no interior Somerset House, mostra mais de 150 designers. No entanto, muitos “off-agendar” eventos, como Vauxhall Moda Scout e On |. off, são organizados por outros grupos privados financiados e ocorrem em outros locais no centro da cidade.

Na Primavera de 2010, a London Fashion Week tornou-se a primeiro grande semana de moda de abraçar a mídia digital, quando ofereceu todos os designers que estavam mostrando suas coleções na passarela da Somerset House a oportunidade para transmitir seus shows ao vivo na Internet. Os desfiles podem ser vistos no site oficial da London Fashion Week (ou você pode clicar aqui).
Coleções masculinas foram introduzidas no evento no verão de 2012, pela primeira vez.

Esse ano, mais de 120 designers foram selecionados para apresentar suas criações, e pelo menos a metade deles são novatos no evento, ou seja, podemos esperar bastante novidades.

 

xxx -Carol